Jejum intermitente, é a prática de manter-se sem se alimentar durante uma janela de tempo. Já praticamos isso com frequência, visto que de uma maneira geral dormimos por períodos de aproximadamente 8 horas. E durante este período, costumamos não comer.

O ser humano de hoje não é nada diferente do nosso ancestral de 20 mil anos atrás, que era nômade e precisava caçar. Então, nossa realidade fisiológica é suportar o jejum, porque a natureza entende que precisamos de energia para ir atrás do nosso alimento. O jejum intermitente não é uma dieta, e sim um padrão de alimentação. É uma maneira de programar suas refeições para que você tire o máximo proveito de cada uma. Por isso, é preciso que sejam intercalados períodos com e sem comida.

O corpo está no estado alimentado quando está digerindo e absorvendo nutrientes ingeridos. Normalmente, essa fase inicia quando você começa a comer e dura de três a cinco horas. Quando você está nessa etapa, é muito difícil para o corpo queimar gordura porque os níveis de insulina estão elevados.

O estado “pós-absorção” dura até 8 a 12 horas após a última refeição, que é quando você entra no jejum. Normalmente, leva 12 horas após a última refeição para entrar completamente no estado de jejum.

É mais fácil o corpo queimar gordura nesse momento porque os níveis de insulina estão reduzidos. Assim, é possível acessar e metabolizar reservas lipídicas até então inacessíveis.

Existem diferentes protocolos de jejum intermitente:

  • Sistema Leangains (Propõe jejum diário por 16 horas. Assim você come todas as suas refeições dentro de um período de oito horas e jejua pelo tempo restante.)
  • Esquema 20:4 (Envolve uma janela comendo por quatro horas e um jejum de 20 horas)
  • Jejuns de 24 horas (Essa é uma privação mais prolongada. Quem janta no primeiro dia, deve pular o café da manhã e o almoço do dia seguinte e jantar novamente só no segundo dia)

Dieta Cetogênica

A dieta consiste em uma redução extrema dos carboidratos da dieta, e tornando-a rica em lipídeos (gorduras). Essa substituição de carboidratos por gorduras ocorre com o intuito de conseguir um estado de cetose no organismo, o que significa que cetonas passam a ser a principal fonte de energia para o cérebro.

Dieta Cetogênica e Jejum Intermitente

Existe um grande desafio na aplicação da dieta Cetogênica, que é conseguir induzir o estado de cetose no organismo de forma eficaz. Uma estratégia para a dieta Cetogênica é realizando jejum intermitente, pois ele auxilia o organismo a conseguir atingir o estado de cetose com o aumento da produção dos corpos cetônicos.